UC Santinho

Unidade de Conservação PNM da LAGOA DO JACARÉ DAS DUNAS DO SANTINHO

Editado em 17 de junho de 2024

DADOS DA UNIDADE DE CONSERVAÇÃO (UC)

DATA DE CRIAÇÃO: 14/01/2016
ECOSSISTEMA: Floresta Ombrófila Densa e Restinga
ÁREA: 221,07 hectares · Perímetro: 11.604m
CATEGORIA DE MANEJO: Parque Natural
LOCALIZAÇÃO: Ingleses - Santinho
SEDE: Sem previsão de construção
CONTATO: +55 48 3237-5660 · fdepuc.floram@gmail.com
ACESSO: UC aberta ao público, sem restrições de acesso.
ATRATIVOS: Sítio arqueológico, Praia do Santinho, ponta sul da Praia dos
Ingleses, pesca artesanal, trilhas, dunas, observação de pássaros
migratórios, infraestrutura turística no entorno.

OBJETIVOS DA UC - Art. 5º da Lei 9.948/2016

I. Contribuir para a manutenção da diversidade biológica e dos recursos genéticos; 
II. Garantir condições para a preservação e a restauração da diversidade de ecossistemas naturais; 
III. Proteger paisagens naturais de notável beleza cênica; 
IV. Promover a proteção e recuperação de ambientes degradados; 
V. Proporcionar meios e incentivos para atividades de pesquisa científica, estudos e monitoramento ambiental; 
VI. Favorecer condições e promover a educação e interpretação ambiental, a recreação em contato com a natureza, o lazer, o esporte, e o turismo ecológico; VII. Proteger os recursos naturais em compatibilidade com as populações tradicionais que vivem em seu entorno, respeitando e valorizando seu conhecimento, a cultura e promovendo-as social e economicamente, ou seja, que exista um acesso para o transporte dos pescados, bem como de todos os utensílios de pesca; 
VIII. Proteger as características relevantes de natureza geológica, geomorfológica, espeleológica, arqueológica, paleontológica e cultural; e 
IX. Proteger o manancial de água doce subterrânea para o abastecimento público. 

HISTÓRICO: “simples e nua natureza”

Em meados da década de 1960, a comunidade das Aranhas chamou a atenção da Igreja, representada pela figura do arqueólogo Padre Rohr, por dedicar suas preces e promessas a uma inscrição rupestre cuja forma se assemelhava a de um "santinho". Com o desaparecimento da imagem, restou para a comunidade o novo nome.
Com o crescimento abissal do Distrito dos Ingleses, nascia também o desejo comunitário de conservação do campo de dunas e da Lagoa do Jacaré. Próximo de 1990, diante da enorme especulação imobiliária, o Movimento Ilha Ativa organizou os moradores em prol da criação da UC.

Somente em 2016, no afã dos trabalhos da comissão de adequação das UCs municipais ao SNUC, foi criado o PNMLJDS pela Lei 9.948/16. A comunidade, com destaque para o Movimento Jacaré Poiô, foi protagonista ao longo de todo processo e segue de modo organizado na busca da implantação e implementação da UC.

Em 2019, através do Conselho Gestor, ações de controle de acesso de veículos, bem como a instalação de placas informativas são atividades resultantes da soma de esforços junto ao poder público para avançar no processo de gestão. A revitalização das trilhas e o regramento do acesso aos ranchos de pesca são exemplos de metas a serem desenvolvidas em paralelo à elaboração do Plano de Manejo.

Cartilhas

Temas